fbpx
+55 31 3218 5000 ou 3360 7500    Área de Cliente

Tire todas as suas dúvidas sobre alteração da fachada do condomínio

Tire todas as suas dúvidas sobre alteração da fachada do condomínio

Alterara fachada do condomínio é uma solicitação bastante comum recebida pelos síndicos. Pois, muitas vezes os moradores querem trocar esquadrias, fechar as sacadas ou até mesmo adicionar decorações.

Mas afinal, o que pode e o que não pode quando se trata de alteração de fachada de condomínio? Quais são as regras que devem ser seguidas? E como o síndico deve agir frente à solicitação dos condôminos?

Neste artigo, vamos esclarecer as dúvidas mais comuns a respeito do assunto. Então, confira abaixo!

O conceito de fachada

É considerada fachada toda a área externa visível e que compõe a estética do condomínio. Desta forma, a fachada inclui: paredes externas, sacadas, portas, janelas, esquadrias e demais elementos que compõem a imagem externada edificação. Ou seja, em linhas gerais, é a composição geral do prédio.

Legislação sobre a fachada do condomínio

As fachadas são um tema importante sob o ponto de vista de valorização e estética do imóvel, por isso a legislação brasileira traz regras específicas relacionadas a sua modificação, visando preservar as características arquitetônicas da construção.

O Código Civil, em seu artigo 1.336, dispõe:

Art. 1.336. São deveres do condômino:

(…)

III- não alterar a forma e a cor da fachada, das partes e esquadrias externas;

Além disso, a Lei dos Condomínios (Lei n. 4.591/1964),em seu artigo 10, também trata sobre o tema:

Art. 10. É defeso a qualquer condômino:

I – alterar a forma externa da fachada;

Il- decorar as partes e esquadrias externas com tonalidades ou cores diversas das empregadas no conjunto da edificação;

(…)

Vale destacar que, via de regra, para que o condômino altere a fachada será necessária aprovação da unanimidade dos condôminos, enquanto para a massa condominial realizar as modificações exige-se a aprovação de 2/3 dos condôminos.

De toda forma, antes de realizar qualquer alteração, consulte também o disposto na convenção do condomínio e no regimento interno.

Dúvidas comuns sobre alteração de fachada do condomínio

A seguir, separamos algumas das perguntas mais comuns dos síndicos envolvendo alteração de fachadas de condomínio. Acompanhe!

O que caracteriza uma alteração de fachada?

A alteração da fachada consiste em qualquer modificação que impacte na composição estética da edificação. Desde modo, mudanças nas paredes externas, sacadas, portas, janelas, esquadrias e demais elementos que compõem a imagem externa do prédio.

Quais modificações não são consideradas alteração de fachada?

Geralmente, as mudanças relacionadas à segurança, como é o caso da instalação de telas de proteção, não são consideradas como alteração de fachada.

Por isso, a orientação é que os moradores sempre consultem a convenção do condomínio, o regimento interno ou o próprio síndico a fim de verificar a existência de regras específicas com relação à exigência de algum padrão estético.

O que acontece caso as regras sejam quebradas?

Se um morador agir em desacordo com a lei, a convenção do condomínio ou o regimento interno, sugere-se que o síndico envie uma notificação ao responsável solicitando o reestabelecimento imediato dos padrões do condomínio.

Caso a notificação não seja cumprida, o infrator poderá ser multado, conforme as regras internas do condomínio.

Porém, em situações extremas, poderá ser necessário ingressar com um processo judicial.

Como você pode ver, o síndico deve agir em consonância com a legislação e regras da convenção do condomínio e regimento interno. Assim, todas as alterações que afetem a fachada do prédio dependem de discussão e aprovação entre os moradores.

Gostou deste artigo sobre fachada do condomínio? Então aproveite para seguir a PACTO nas redes sociais — FacebookLinkedInInstagram e YouTube— e fique por dentro de outros conteúdos e dicas como estas!

Deixe uma resposta

Fechar Menu