fbpx
+55 31 3218 5000    Área de Cliente

Qual é a função do subsíndico em um condomínio? Veja aqui!

Qual é a função do subsíndico em um condomínio? Veja aqui!

O síndico é quem assume mais responsabilidades na administração de um condomínio, que não é uma tarefa fácil. Justamente por se tratar de uma propriedade grande e envolver o interesse de muitas pessoas, é recomendado que ele conte com a ajuda de um subsíndico. Mas afinal, qual é a função do subsíndico?

Embora o nome do cargo já nos dê uma noção de suas atribuições, pode haver confusão sobre os deveres específicos dos dois profissionais. Nesse sentido, é fundamental esclarecer o que cabe a cada um para evitar discordâncias e garantir uma gestão mais eficiente.

Quer entender melhor o que um subsíndico faz? Continue a leitura e confira!

O que é um subsíndico?

Como o próprio nome sugere, é o gestor que está logo abaixo do síndico de um condomínio. Porém, não é subordinado a ele, o que significa que deve prestar contas e mostrar o resultado de seu trabalho aos condôminos da mesma forma. Desse modo, atua como auxiliar em suas atividades para garantir o bom funcionamento do local.

Apesar de não ser um cargo obrigatório, seu papel é muito importante na administração, pois tem todas as atribuições do síndico e pode dividir algumas tarefas com ele. Entretanto, só assume essa posição nas ausências esporádicas do titular, ou em casos de renúncia ou morte. Vale frisar que ambos são escolhidos por meio de eleição em assembleia.

Então, qual é a função do subsíndico?

Ao contrário do que ocorre com o cargo de síndico, que tem suas atribuições previstas pelo artigo 1.347 do Código Civil, a figura do subsíndico não é estipulada por lei. Então, é necessário que a Convenção Condominial defina claramente a criação e as funções desse posto.

A seguir, confira as responsabilidades que normalmente são destinadas ao subsíndico.

Atuar como auxiliar do síndico

Como em todos os cargos administrativos, o subsíndico está ali para dar suporte no atendimento das demandas internas. Logo, ele deve atuar como braço direito do síndico, ajudando a realizar as tarefas e diminuindo a carga de trabalho. Para garantir a eficiência na administração, o ideal é que os dois tenham deveres bem definidos na Convenção.

Assumir o papel de síndico

Nem sempre o síndico pode estar presente no condomínio. Nessas situações, embora legalmente ele continue como o responsável, é o segundo gestor que assume as funções para garantir um bom fluxo de trabalho. Também, em casos de renúncia, afastamento ou morte do titular, cabe ao subsíndico substituí-lo.

Manter contato frequente com o síndico

Por exercer funções auxiliares e ter que conduzir a gestão em alguns cenários, o subsíndico deve conhecer a fundo a administração e a rotina de trabalho, bem como estar por dentro de tudo o que acontece no condomínio. A melhor maneira de fazer isso é mantendo contato frequente o síndico.

Além disso, o subsíndico pode:

  • acompanhar obras e manutenções;
  • alertar o síndico sobre eventuais problemas;
  • ajudar na fiscalização das contas.

Para que a função do subsíndico seja feita de forma eficaz, é essencial que ele conheça bem as regras do condomínio, seja proativo, tenha noções de gestão e, principalmente, mantenha um bom relacionamento tanto com o síndico quanto com os demais funcionários e condôminos.

Quer saber mais sobre a administração de um empreendimento? Então, não deixe de conferir as melhores práticas para uma boa gestão do condomínio.


Deixe uma resposta

Fechar Menu