4 dicas para garantir a limpeza de condomínio!

You are currently viewing 4 dicas para garantir a limpeza de condomínio!

Você sabia que uma das principais queixas em condomínios é a falta de limpeza? Não se trata somente de boa aparência, a limpeza de condomínio deve proporcionar bem-estar e satisfação aos condôminos.

Assim como a nossa casa precisa de limpeza e organização, as áreas comuns do condomínio também requerem os mesmos cuidados, afinal, trata-se de um ambiente compartilhado.

Dessa forma, a limpeza é fundamental também para garantir a segurança estrutural e prevenir danos ocorridos com o tempo, geralmente, identificados em inspeções periódicas.

Continue a leitura e confira 4 dicas que vão garantir uma boa limpeza do condomínio que você administra!

1. Determinar a frequência da limpeza 

Antes de iniciar a limpeza de condomínio propriamente dita, é fundamental fazer o levantamento de todas as áreas comuns e das características do condomínio, sendo o primeiro passo, estabelecer a frequência de limpeza, que deve ser calculada segundo o perfil dos edifícios. É comum utilizar este cronograma:

Limpeza diária:

  • portaria;
  • hall;
  • elevadores;
  • banheiros;
  • calçadas;
  • objetos de decoração.

Limpeza semanal:

  • caixas de hidrantes;
  • extintores;
  • playgrounds;
  • churrasqueiras;
  • móveis das áreas comuns.

Limpeza quinzenal:

  • espelhos;
  • vidros;
  • pisos de madeira;
  • paredes;
  • salas de máquinas.

Limpeza mensal:

  • janelas externas;
  • salão de festas;
  • garagens;
  • grades;
  • escadas de emergência.

Observação: Se houver piscinas no condomínio, elas devem ser limpas dia sim, dia não. Não se esqueça também da limpeza da caixa d’água, que deve ser feita semestralmente.

2. Desenvolver uma rotina de limpeza 

Uma forma de organizar a limpeza de condomínio é desenvolvendo uma rotina para limpar e conservar as áreas que precisam de limpeza em períodos definidos: diária, semanal, quinzenal e mensal.

Alguns aspectos que devem ser levados em consideração são as escalas e a disponibilidade dos funcionários, além dos horários de menor movimentação e, principalmente, os locais que precisam ser limpos com maior frequência.

3. Investir em materiais específicos

Ao investir nos materiais adequados, você garante que o condomínio fique limpo por mais tempo. Assim, as áreas de limpeza mensal, por exemplo, vão permanecer limpas por um período maior com o uso de determinados produtos do que se você comprar materiais comuns. 

Isso acontece porque cada ambiente necessita de produtos específicos, da mesma forma que sua utilização em áreas não indicadas podem comprometer a estrutura condominial, levando à consequência de prejuízos para o empreendimento.

4. Elaborar regras para a limpeza

Como mencionamos, em relação à limpeza, cada condomínio pode criar suas próprias regras. Afinal, o modelo que mostramos pode não contemplar todas as necessidades de todos os prédios. Dessa maneira, é importante definir regras para que a higiene sempre alcance as expectativas.

Outro ponto fundamental é a definição de quem fará a limpeza: os funcionários do condomínio ou uma empresa terceirizada? A grande vantagem de transferir a responsabilidade da limpeza de condomínio às empresas especializadas, é deixar o foco do administrador em outras tarefas importantes da rotina condominial.

Deixar tudo estabelecido e de fácil acesso aos funcionários faz com que os profissionais responsáveis pela limpeza fiquem mais seguros sobre o que deve ser feito, executando com mais eficiência e qualidade a limpeza de condomínio.

Gostou das nossas dicas? Então entre em contato conosco para conhecer nossos serviços!

Deixe um comentário